31 de outubro de 2014

Morre aos 80 anos Nacib Amum Farah, ex-presidente do Fã Clube Nacional Dalva de Oliveira



Com enorme pesar, comunico aos fãs da Dalva de Oliveira e aos amantes da MPB que, faleceu ontem (30-10), em Nova Iguaço-RJ, o Sr. Nacib Amum Farah (80), ardorosa admirador de Dalva, seu amigo fiel e ex-presidente do seu fã Clube Nacional. Em 2013, em sua última entrevista, publicada pelo jornal “Nova Iguaçu”, ele concluiu a matéria dizendo: “Dalva era a maior cantora do Brasil, mas também muito humilde”. Embora ele tenha nos deixado, hoje não é um dia de triste, afinal, Nacib reencontrou a ESTRELA DALVA, seu grande amor. Muito obrigado, Farah. Você será para sempre um eterno DALVISTA! 

30 de setembro de 2014

DICAS DE LEITURA: “Banho de Lua - Tony e Celly Campello” (Trajetória do Rock’n roll no Brasil – Período 1955 / 1965)


Capa da obra
Dia 20 de setembro, foi lançado, em rede nacional, o novo livro do escritor paulista e jornalista Thiago de Menezes: 
“Banho de Lua - Tony e Celly Campello” (Trajetória do Rock’n roll no Brasil – Período 1955 / 1965).

Resumo da obra: "Em março de 1958 foi lançado o disco gravado por aquela que seria, junto com seu irmão Tony Campello, os primeiros e dos maiores ícones da música jovem brasileira: Celly Campello! Em 1961, ela e Sérgio Murilo, juntamente, recebem o título de ‘Rei e Rainha do Rock’, pela primeira revista de rock feita no Brasil: a Revista do Rock. Celly foi considerada a ‘Rainha do Rock’ e Tony era o primeiro grande representante da primeira geração do rock no Brasil. Mas foi de fato com “Estúpido Cupido”, versão em português escrita por Fred Jorge para o grande hit americano, "Stupid Cupid" de Neil Sedaka e Howard Greenfield, que o nome de Celly Campello passaria a ser conhecido. Ela estourou nas paradas de sucesso do Brasil em 1959 com 120 mil cópias vendidas do disco. Depois veio o sucesso “Banho de Lua”, até que ela abandona a carreira artística pelo casamento”
Pedidos de livros pelo E-mail: thiagorfmenezes@yahoo.com.br

11 de junho de 2014

DALVA DE OLIVEIRA e o Rio de Janeiro

   (Foto: Revista Carioca - 24-02-1949, p.38)

18 de abril de 2014

Dalva no filme "Um beijo roubado" - 1950

Dalva de Oliveira canta "Meu coração é um tamborim" (Vicente de Paiva e Mário Rossi), número musical do filme "Um beijo roubado" (dir: Léo Marten / 1950).